Clube Português de Tiro Prático e de Precisão , CPTPP
 
DSC04446.JPG (142075 bytes)
Ten. Cor. Carrega
Sessão de atribuição de prémios
na Carreira de Tiro do Jamor
17 de Novembro de 2013
Foto por M. J. Lacueva Alvarez




Cartaz oficial da
I Taça Ten. Cor. Carrega
em BR50 - Benchrest 50
17 de Novembro de 2013
por P. Mateus




Resumo Biográfico do Tenente-Coronel Carrega

Fernando Manuel da Silveira Carrega, nasceu em 15 de Março de 1944, tendo sido admitido na Academia Militar (AM), em 1962, tendo sido abatido ao efectivo da AM em 1971.

Frequentou o curso de Engenharia Mecânica Militar na AM e no Instituto Superior Técnico até ao 6º. Ano.

Em Outubro de 1972 é mobilizado, como Alferes, para o Ultramar – Região Militar de Moçambique (RML), BCaç 4810 - donde regressa em Novembro de 1974, como Tenente.

Em 1975 é colocado no Grupo de Guarnição N.2 (GAG 2) – Funchal, como oficial de Manutenção, onde permanece até Junho de 1978, data em que é colocado no Regimento de Comandos, desempenhado funções de instrutor de especialidades e na Secção de Logística da Unidade.

Foi promovido a Capitão em 1980.

Em 1981 frequenta os cursos “Army Depot Operations” e “Material Management Course” no “Army Logistics Management Center” no Exército dos Estados Unidos em Fort Lee, EUA.

Em 1983 é colocado no GAG 2 até 1985 como oficial de manutenção, transitando depois para a Escola Prática do Serviço de Material (EPSM), ficando colocado na Direcção de Instrução como instrutor do Curso Especial de Oficiais Milicianos (CEOM).

Em 1986 é colocado no Comando da Área Ibero-Atlântica, em Oeiras, como Oficial de Transportes (C-121).

Em 1989 é colocado na EPSM, onde fica com a responsabilidade de Instrução da área Auto aos cursos de Sargentos Mecânicos do Quadro Permanente.

Em 1990 é transferido para o Regimento de Infantaria nº. 1 (RI 1), onde fica a exercer funções como Oficial de Manutenção e, com a extinção deste cargo, chefe da Secção Logística da Unidade.

Em Junho de 1992 integra a missão das Nações Unidas para a Ex- Jugoslávia (UNPROFOR) como Observador Militar, donde regressa em 1994, sendo então nomeado Director da Carreira de Tiro da Carregueira.

Em 1994 frequenta o Curso de Promoção a Oficial Superior (CPOS) no Instituto de Altos Estudos Militares (IAEM), sendo promovido a Major em 1995.

Nomeado para a Missão das Nações Unidas em Angola (UNAVEM III), como Oficial de Ligação, para onde segue em Junho de 1995.

Regressa em 1996 ao RI 1, Carregueira como Director da Carreira de Tiro.

Nomeado para a Força das Nações Unidas no Kosovo (KFOR), para a Célula de Operações Futuras (C-5) do Estado-Maior da Brigada Multinacional Oeste, onde permanece entre 1999 e 2000.

Regressa ao RI 1, para reocupar as funções de Director da Carreira de Tiro.

Promovido a Tenente-Coronel em 2003, mantém-se nas mesmas funções até à passagem à reforma, em 15 de Março de 2009.

 

 

Da sua importância para o CTPPP e para o TIRO

O CPTPP, mediante Protocolo celebrado com o Estado Maior do Exército, tendo tido acesso para a prática do Tiro Desportivo, à Carreira de Tiro, existente nas instalações militares localizadas na Serra da Carregueira desde 1998.

Instalações essas, ocupadas então pelo Regimento de Infantaria nº. 1 (RI 1) e actualmente pelo Regimento de Comandos.

Sem prejuízo, de diversos outros Oficiais Militares, que muito contribuíram para a promoção e prática do Tiro Desportivo, e colaboraram da melhor forma com o CPTPP, o Tenente – Coronel Carrega, enquanto foi Director daquela Carreira de Tiro, ainda que no estrito cumprimento e respeito das suas obrigações profissionais, sempre ofereceu a maior abertura e disponibilidade para que o CPTPP e os seus associados, pudessem exercer a prática do Tiro Desportivo, incluindo a realização de Provas de Tiro, do Calendário Oficial da Federação portuguesa de Tiro, abertas a todos os atiradores federados, muitas vezes com sacrifício da sua vida familiar.

O empenho e a dedicação que colocou para fosse possível, a prática do Tiro Desportivo, em muito excedeu, do que seria normalmente expectável.

Para além simpatia e consideração que sempre demonstrou pelo CPTPP e pelos seus associados, de forma sincera e espontânea.

Esse reconhecimento foi expresso na Assembleia-Geral do CPTPP de 4 de Abril de 2002, na qual deliberou conferir o título de Sócio-Honorário do CPTPP.

Reconhecimento esse do CPTPP, que culminou, na instituição e realização anual da Taça Tenente-Coronel Carrega em Benchrest 50 (BR50), cuja primeira edição teve lugar em 17 de Novembro de 2013, na Carreira de Tiro do Centro Desportivo Nacional do Jamor, e que irá certamente repetir-se por muitos e bons anos.

Muito obrigado Tenente-Coronel Carrega!





por Paulo Azinheira
a 19 de Nov.º de 2013
Associado Fundador do CPTPP

 
 


Editado por P. Mateus a 18 de Dez.º de 2013

Os conteúdos deste site (texto, vídeos e imagens) são propriedade de direito de autor
do CPTPP
ou de outras entidades individuais ou colectivas. A sua reprodução carece de
autorização formal. (c) 2013